Haley Camille Freedman contou o que lhe aconteceu em 2014 após uma festa na casa do ator. Ela foi pra lá com amigos, e acabou ficando e transando com Westwick. Até ai, tudo bem. O relato continua contando que o ator teria pedido que ela o estrangulasse, espancasse e cuspisse nele. Ela se negou, e ele passou a fazer o que pediu nela. Após cair no sono, ela acordou no dia seguinte, tomou banho e foi quando o ator invadiu o banheiro e repetiu as agressões.

Haley conta que se viu presa no apartamento, sem sinal de celular para pedir ajuda, subjugada, estuprada e agredida. O ator dizia que a
levaria até o carro dela, mas seguia com as agressões que resultaram em contusões e sangramentos.

Ela não processou o ator, que na época a ameaçou dizendo que ele sim a processaria,  e que tinha parentes na cidade o visitando na ocasião que ela alegava ter sido mantida presa, e que poderiam testemunhar à seu favor. Agora, ela está processando seus antigos chefes que a impediram de ir à público com a história. Ela conta que a equipe de Westwick a desmoralizou convencendo a imprensa de que ela era instável, perturbada, promíscua e ciumenta.